O Mosaico Bocaina


Mosaico significa "embutido de pequenas pedras, ou de outras peças de cores e tamanhos diferentes, que pela sua disposição aparentam um desenho". 

O significado da palavra Mosaico, adotado pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação - SNUC alt, se remete a este conceito:

"algo formado por partes menores interdependentes, que possuem fun√ß√Ķes e caracter√≠sticas quando est√£o isoladas, mas juntas e unidas, essas pe√ßas se fortalecem e ganham um sentido maior".

Um conjunto de unidades de conserva√ß√£o e √°reas protegidas √© considerado um mosaico, quando sua gest√£o √© feita de maneira integrada, pois assim como os ecossistemas ali presentes s√£o interdependentes, suas administra√ß√Ķes tamb√©m devem ser.

O Mosaico Bocaina foi institu√≠do pela Portaria MMA n¬ļ 349, de 11 de dezembro de 2006 alt. O¬†reconhecimento de um mosaico √© feito pelos √≥rg√£os gestores das unidades de conserva√ß√£o.

A maior parte das unidades de conserva√ß√£o que comp√Ķem o Mosaico Bocaina apresentam algum tipo de ocupa√ß√£o humana em seu interior, em boa parte composta por povos e comunidades tradicionais entre cai√ßaras, caipiras, quilombolas e ind√≠genas.

A lei que instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conserva√ß√£o ‚Äď SNUC, estabelece em seu artigo 26:

‚Äúquando existir um conjunto de unidades de conserva√ß√£o de categorias diferentes ou n√£o, pr√≥ximas,justapostas ou sobrepostas, e outras √°reas protegidas p√ļblicas ou privadas, constituindo um mosaico, a gest√£o do conjunto dever√° ser feita de forma integrada e participativa, considerando-se os seus distintos objetivos de conserva√ß√£o, de forma a compatibilizar a presen√ßa da biodiversidade, a valoriza√ß√£o da sociodiversidade e o desenvolvimento sustent√°vel no contexto regional‚ÄĚ

O territ√≥rio do Mosaico Bocaina re√ļne unidades de conserva√ß√£o, de √Ęmbitos federal, estadual e municipal e suas respectivas zonas de amortecimento, localizadas no Vale do Para√≠ba do Sul, litoral norte do Estado de S√£o Paulo e litoral sul do Estado do Rio de Janeiro, abrangendo:

  • 14 munic√≠pios dos estados do Rio de Janeiro e S√£o Paulo
  • 18 Unidades de Conserva√ß√£o e suas zonas de amortecimento
  • 05 Terras Ind√≠genas
  • 04 Quilombos


A regi√£o integra o Corredor da Biodiversidade da Serra do Mar, um ‚Äúhotspot‚ÄĚ, uma das √°reas mais ricas em biodiversidade em toda a Mata Atl√Ęntica. O territ√≥rio do Mosaico abriga importantes maci√ßos florestais totalizando cerca de 222 mil hectares, sob condi√ß√Ķes especiais de manejo e prote√ß√£o legal.

O primeiro Mosaico de Unidades de Conserva√ß√£o do Brasil, segundo a normatiza√ß√£o do SNUC, foi criado em mar√ßo de 2005 no Piau√≠. Ao mesmo tempo foi criado um Corredor Ecol√≥gico integrando as duas unidades que o comp√Ķe. Em maio de 2006, o segundo Mosaico foi criado abrangendo o litoral sul de S√£o Paulo e litoral do Paran√°.

No Corredor da Biodiversidade da Serra do Mar temos o Mosaico Bocaina, o Mosaico Central Fluminense e Mosaico Mantiqueira, abrangendo municípios dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, todos criados em 2006.

Integram o Mosaico Bocaina nove municípios dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

 Rio de Janeiro: - Angra dos Reis
  - Itaguaí
  - Mangaratiba 
  - Paraty
  - Rio Claro
 São Paulo: - Areias
  - Bananal
  - Caraguatatuba
  - Cunha
  - Natividade da Serra
  - São José do Barreiro
  - São Luiz de Paraitinga
  - Silveiras
  - Ubatuba