SAPE Viveiro de Nativas da Mata Atlântica - Cursos Juçara + Coleta de Sementes



Projeto Viveiro de Nativas da Mata Atlântica

publicado em: 09 abril 2010

O Viveiro de Nativas da Mata Atlântica implementado na sede da Associação dos Produtores Rurais do Vale de Mambucaba (APRVM), localizada no Parque Mambucaba, Angra dos Reis,RJ, foi instalado no âmbito do projeto de Ecoturismo na Trilha do Ouro (no Parque Nacional da Serra da Bocaina - PNSB) há aproximadamente 3 anos.

O projeto proposto pela ong Sociedade de Angrense de Proteção Ecológica - SAPE, com recursos do Ministério do Meio Ambiente, objetivava contribuir com a consolidação do PNSB, através da estruturação do ecoturismo na Trilha e envolver a população local em atividades geradoras de renda de forma sustentável.

O viveiro foi instalado com caráter educativo, priorizando a produção da palmeira Juçara (Euterpe edulis), espécie símbolo da Mata Atlântica que está ameaçada de extinção devido à ação ilegal de palmiteiros. Essa espécie foi escolhida devido a sua importância ecológica, servindo de alimento para diversas espécies da fauna, a necessidade de sua revalorização, pois durante muitos anos foi alvo de exploração ilegal e ao seu potencial produtivo, através da utilização da polpa de seus frutos para a produção de suco: o “açaí” de Juçara.

Além de outras espécies florestais nativas para reflorestamento, cultivos agroecológicos, enriquecimento de quintais ou paisagismo, tais como: Pau–ferro (Caesalpina ferrea), Bicuiba (Virola oleifera), Guapuruvu (Shizolobium parahyba), Cedro (Cedrela fissilis), Cambucá (Marlierea edulis), Guanandi (Calophyllum brasiliense) , Mulungu (Erytrina verna), entre outras espécies, totalizando mais de 30 espécies diferentes.

O viveiro vem recebendo visitas de escolas, produtores rurais, comunidade local e até outras comunidades. As mudas produzidas têm sido trocadas com agricultores e moradores interessados em recuperar áreas ou enriquecer pomares familiares. O regime de troca de mudas por insumos e outras sementes – para serem utilizados no próprio viveiro - visa estabelecer uma relação de co-responsabilidade na produção das mudas.

A continuidade das ações do Viveiro está sendo possível através do apoio do “Projeto de Fortalecimento dos Mosaicos da Serra do Mar”, que selecionou o projeto da SAPE entre os dois projetos apoiados no território do Mosaico Bocaina. O projeto iniciou-se em novembro de 2009 e possui duração prevista para 12 meses.

O projeto é financiado pela Associação Mico Leão Dourado e tem como parceiros a EMATER-RIO, a Associação dos Produtores Rurais do Vale do Mambucaba e o Mosaico Bocaina, sendo a ong SAPE a proponente e coordenadora do projeto.

Dentre as atividades previstas no projeto destacam-se dois cursos:

1. Curso de Manejo da Juçara
Uso dos frutos para extrair a polpa e utilização de sementes;

2. Curso de Coleta de Sementes Florestais
Visa incentivar o manejo sustentável dos recursos florestais e a recomposição da Mata Atlântica.

Também preve a implementação de um Programa de Educação Ambiental voltado às escolas públicas do Parque Mambucaba e a comunidade em geral, esperando assim, transformar o viveiro em um espaço para o exercício de atividades que visem à conscientização e a preservação ambiental.

Informações:
Associação dos Produtores Rurais do Vale de Mambucaba - APRVM
Avenida Francisco Magalhães de Castro, s/nº
Parque Mambucaba - Angra dos Reis, RJ

Contatos:

Tel: 24 3362-3284
Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Implementação:
.: Sociedade Angrense de Proteção Ecológica - SAPE

Parcerias:
.: Associação dos Produtores Rurais do Vale de Mambucaba - APRVM 
.: Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural RJ - EMATER RJ

Apoio:
.: Associação Mico Leão Dourado